Resenhas

Resenha: As Vantagens de ser invisível, autor Stephen Chbosky

 

AVDSI.jpg“[…] — Charlie, a gente aceita o amor que acha que merece.”

O livro é escrito em forma de cartas-diário, onde Charlie conversa com seu amigo (leitor). Ele está nervoso, pois irá começar sua vida de colegial, sendo um menino peculiar ele acaba não participando, mas sua vontade é de fazer amigos, o único que ele teve na vida foi Michael, sendo que ele se suicidou um ano antes de ir à escola secundária.

Charlie acaba conhecendo Sam e Patrick, acabam gostando dele pela sua inocência e ingenuidade, eles proporcionam a Charlie grandes experiências (boas e ruins) que a maior parte de adolescentes já passaram como amor, sexo, drogas, amizades, a primeira noite, namoro, brigas….

“[…] Quando chegamos ao fim do túnel, Sam deu um grito muito divertido, e foi isso. Chegamos ao centro. As luzes nos prédios e todo o resto eram maravilhosos. Sam se sentou e começou a rir. Patrick também riu. E eu comecei a rir.

E naquele momento eu seria capaz de jurar que éramos infinitos.”

 

Quando se trata de literatura juvenil esse livro é um dos melhores. Os personagens possuem características bem fortes e distintas, fazendo com que nos coloquemos no lugar de pelo menos um deles.

Nas quatro partes que dividem o livro Charlie agrega alguma experiência para sua vida que levará para o resto da vida.

O livro acaba meio confuso, mas nos proporciona um momento de reflexão, faz com que pensamos quais atitudes estamos tomando em nossa vida, estudos e amizades.

A trilha sonora é muito boa, várias vezes me sentei em frente ao computador e pesquisei as músicas no Youtube e escute-as lendo o livro (vão por mim, a experiência e maravilhosa). De todas que aparecem no livro a minha favorita é Landslide (cena do túnel no livro), coloquei para tocar também a Heroes (cena do túnel no filme).

A história de Charlie foi adaptada em um filme do mesmo nome, tendo o próprio autor como diretor, e o elenco também estava ótimo com Logan Lerman interpretando Charlie, Emma Wattson como Sam e Ezra Miller como Patrick.

Esse livro simplesmente faz com que nos sintamos infinitos.

“As piadas particulares não eram mais piadas. Tinham se tornado histórias. Ninguém se lembrou de nomes ou momentos ruins. E ninguém se sentiu triste, porque podíamos adiar a nostalgia para amanhã.”

Se você já leu o livro comenta o que achou do livro, qual parte mais legal, personagem favorito, quais momentos que já se sentiram infinitos…

Anúncios

26 comentários em “Resenha: As Vantagens de ser invisível, autor Stephen Chbosky

    1. Também não é o meu MELHOOOOOR livro, mas ele tem sim um lugar de destaque na minha estante.
      Mas é bom reler algumas obras, assim conseguimos ver com outros olhos por causa das experiências que tivemos ao longo da vida
      😉

      Curtir

    1. Juliana, o livro é bom
      Tem algumas coisas que não ficam bem contadas no filme, é um livro meio deprê, mas se você tiver paciência e souber filtrar mais coisas boas do que as bads que o livro manda, você terá uma ótima leitura

      Curtir

  1. Não li o livro nem vi o filme rs. Mas não sabia a história, fiquei interessada. Gosto dessa abordagem sobre excluídos e como eles lidam com essa exclusão. E AMO, simplesmente AMO livros com trilha sonora! É isso mesmo, nós, escritores, desejamos que vocês corram para o Youtube para ouvir as músicas enquanto leem os livros rsrsrs. Adorei a resenha, beijo grande!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado pelo comentário, isso nos deixa feliz.
      O livro é muito bom, é bem recomendado para jovens entre seus 15-18 anos, mas mesmo depois de ter passado por essa fase da vida o livro ainda nos ensina e nos faz refletir bastante. O filme tem umas partes confusas que só o livro pode responder, aí fica a seu critério, ler e depois assistir ou assistir e depois ler, confesso que assisti o filme antes de ler o livro e foi bem legal.
      O filme está diponível na netflix
      😉

      Curtir

    1. É mesmo difícil ter resenhas negativas sobre o livro (mas já encontrei algumas), é que ele sempre nos faz sentir uma empatia com algum personagem ou algum momento que passamos em nossa vida.

      Curtir

    1. Gostei da sua resenha, o Charlie é um personagem bem legal, mas tem horas que ele é muito emotivo e chora demais, gosto mesmo é do Patrick.
      KKKKKKKKKKKKK

      Curtir

  2. Oi, pessoal!

    Eu lembro como hoje, meu amigo me sugeriu um filme que se chamava “as vantagens de ser invisével” e aí eu fiquei, nossa como esse garoto parece comigo… Pouco tempo depois vi um outro amigo com o livro e é lógico, já pedi emprestado hehe Depois que terminei o livro tive a confirmação, esse é o meu filme! Eu sou esse garoto quieto, com seus problemas pecculiares e timido pra caramba. Hoje estou melhor! (gracias) kk

    Grande abraço do Juca!
    Jean e Raissa

    Curtido por 1 pessoa

    1. Tanto o livro e o filme são bons, o Charlie é bem peculiar, mas com o avanço da história como ele diz: “Estou tentando participar”, que é o que mais conta.
      O título original (tanto livro quanto filme) é The Perks of Being a Wallflower, e “Wallflower” é aquela pessoa que só observa e não participa, mas o Charlie decidiu mudar isso e se abriu mais com os outros.
      Espero que você também possa participar cada vez mais
      😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s