Resenhas

Resenha: Bilionário por acaso: A criação do Facebook uma história de sexo, dinheiro, genialidade e traição, autor Ben Mezrich

img_2834“Informação foi feira para ser compartilhada. Fotos foram feitas para serem vistas.”

Muitas pessoas usam a rede social mais popular do mundo, o Facebook. Mas poucas se perguntaram que a criou, onde e por quê foi criada.

Bem Mezrich tenta explicar nesse livro, se baseando em pesquisas e entrevistas, ele recria o cenário onde tudo começou.

Após levar um fora, Mark Zukerberg, gênio da informática, hackeia todos os anuários do Campus da Universidade de Harvard e cria um site onde compara as fotos das garotas. Após o site travar por causa de vários acessos ao mesmo tempo, Mark quase é expulso da Universidade.

Os irmãos Winklevoss se interessam por Mark e o chamam para participar com eles e seu sócio, Divya, a criarem uma rede social onde todos os alunos de Harvard se conectariam, Mark pensa no caso de ajuda-los.

Com isso ele teve a ideia de criar outra rede social, sendo financiado pelo seu amigo, e agora co-fundador do site, Eduardo Severin (brasileiro e estudante de economia).

Eles decidem chamar o site de Thefacebook.

Será que os negócios influenciarão na amizade de Mark e Eduardo? Qual será a reação dos gêmeos ao saber que Mark e Eduardo “criaram” um site parecido com o deles?

“O problema da internet é que ela não é escrita a lápis- é à caneta. ”

O livro é bem interessante e mostra muito bem como o Facebook foi criado, desde um projeto de dormitório universitário, passando a ser um startup no Vale do Silício até se edificar como uma empresa.

Algumas descrições de cena no livro são desnecessárias, como o autor demorar meia página descrevendo com adjetivos dispensáveis o modo que o barco estava atravessando o rio e tantas outras coisas mais.

Podemos ter uma de como uma ideia pode ser maravilhosa e como os parceiros podem ser tanto uma oportunidade como uma ameaça.

No fim acredito que Mark não foi tão bonzinho e inocente quanto se descreve, mas também sei que não foi do dia para a noite que ele criou essa rede social tão disseminada no mundo.

Após ler o livro, assisti ao filme inspirado nele, se chama A Rede Social (está disponível no Netflix), lá eu percebi que a vilanização de Mark foi causada mais por inveja alheia do que por negócios. Colocaram ele como um gênio que odiava as pessoas que se davam bem em grupos sociais.

“Nenhuma das verdadeiras histórias de sucesso dali chegou até onde estava por conta das aulas. Elas se tornaram um sucesso por aparecerem ali- às vezes apenas com uma mochila nas costas e um laptop na mão. ”

Não dou 100% atenção ao livro e ao filme pois são somente um lado da história foi escutado (o lado que estavam processando Mark), mas também Zukerberg não quis contar sua versão, deixando assim uma dúvida sobre a veracidade dos fatos.

Anúncios

26 comentários em “Resenha: Bilionário por acaso: A criação do Facebook uma história de sexo, dinheiro, genialidade e traição, autor Ben Mezrich

    1. Oi Míriam,

      O filme é mesmo cheio de lacunas, acabamos sentindo uma falta de nexo entre algumas cenas, o livro é bom se você lê-lo de uma maneira mais voltada para administração e negócios, mas se for lê-lo como literatura acaba se tornando meio cansativo em algumas partes sim.

      Curtir

  1. Olá, tudo bem? Achei bem interessante a resenha, eu nunca assisti nem o filme, nem li o livro, acho interessante, mas tem muita fantasia, então perdi um pouco o interesse, gostei de saber mais através de sua resenha, talvez eu assista ao filme. Qual que vc preferiu? Além do fato de o diferencial não foi o que ele aprendeu na escola vc conseguiu coletar algo de bom sobre as redes sociais ? Beeijos

    Curtir

  2. Eu não sabia da existência do livro, mas já havia assistido ao filme e gosto muito. É polêmica essa história, não? Bem, eu não coloco minha mão no fogo por ninguém e prefiro não escolher “lado” nenhum hahaha. Não sei se leria o livro por conta das descrições desnecessárias, até porque já sei um pouco sobre a história por conta do filme, mas pode ser que mude de ideia um dia. Beijos!

    ourbravenewblog.weebly.com

    Curtir

    1. O filme deixa a gente meio confuso com alguns cortes, e também usam aquele vai e volta no tempo para narrar os acontecimentos. Isso cansa um pouco. Mas o livro segue uma linha cronológica que não possui flashbacks.

      Curtir

  3. Nunca assisti o filme e nem sabia da existência desse livro, mas gostei de conhecer e me senti interessada. Não interessada porque eu gosto gosto do assunto, mas meu namorado tem planos para o futuro, e tem total relação com essa história. Sinto que preciso me aprofundar no assunto rs Gostei muito da sua resenha, do seu ponto de vista. Mas não posso tomar um lado já que até o momento não estou muito por dentro do assunto. Ótima resenha. Beijos.
    http://www.livrofilia.com/

    Curtir

    1. Obrigado Emily 😀
      O livro é muito bom para quem pensa em montar uma empresa em cima de uma start up, super recomendo se seu namorado pensa em criar algo no ramo da tecnologia.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s